Três gerações se passaram, e A Mão Branca, a cada geração, renovou-se de acordo com a geriatria e gerontologia de sua época. Hoje, no limiar do novo século, depois de chegar à excelência no trato com o idoso, proporcionando a todos muito carinho, lazer e calor humano ... (leia mais)
 
 
Depoimentos
Aumentar    Diminuir
Hugo
Meu nome é Hugo e tenho 98 anos, sou bancário aposentado, fui casado por mais ou menos 67 anos e tenho um filho muito carinhoso.

Moro na “A Mão Branca” há cerca de 6 anos.

Vim pra entidade porque fiquei viúvo e estava morando sozinho, e me sentia solitário e um pouco isolado do mundo, mesmo meu filho visitando com freqüência. Sendo assim eu e meu filho resolvemos fazer uma experiência de morar na “A Mão Branca” por um período para ver se eu me adaptava.

Os meus primeiros dias foram de observação, não me senti deprimido, apenas senti falta do que deixei para trás.

Com o decorrer dos dias fui me adaptando, passei a entender que o que ficou para trás não supria minhas necessidades, e passei a me sentir seguro, rodeado de funcionários prestativos, bondosos e carinhosos.
Encontrei aqui um meio de voltar à vida com boas amizades para me relacionar, expandir minhas idéias e recordar os bons tempos da juventude.

Preservei o hábito de ouvir boas músicas, ler poesias e contar minha experiência de vida aos mais jovens.
Sinto-me acolhido, amado e tranqüilo, por saber que meu filho esta despreocupado, pois estou em um ótimo lugar.


VOLTAR
  Criação FamilySites